terça-feira, 29 de março de 2011

Símbolos LGBT



Independentemente do local onde se vive, existem símbolos que são reconhecidos pelo seu significado. Alguns símbolos são mais internacionais do que outros, mas cada cultura tem o seu símbolo, nem que seja a sua bandeira nacional. As lésbicas também têm diversos símbolos, uns mais populares que outros, tendo significados próprios. Muitos foram criados na atualidade, outros têm origens muito mais antigas. Estes símbolos também estão associados a organizações que defendem os direitos dos homossexuais e bissexuais.
1. Bandeira arco-íris
Esta é o símbolo gay mais popular dos dias de hoje. Foi criado pelo artista Gilbert Baker em São Francisco. Esta bandeira pode ser encontrada nas antigas culturas Africanas, Americanas e Gregas. O Gilbert Baker criou assim um símbolo que unisse todos os gays, e foi inicialmente usado na parada do orgulho gay de São Francisco. As cores significam a diversidade e a sua junção a tolerância. Cada cor específica simboliza um aspecto diferente da vida. A cor rosa significa a sexualidade, o vermelho significa a vida, o laranja simboliza a cura, o amarelo simboliza o sol, o verde simboliza a natureza, o azul simboliza a arte, a índigo simboliza a harmonia, o violeta simboliza o espírito. Todo este simbolismo das cores advém das lutas pelos direitos civis americanos e do movimento hippie. Depois da parada do orgulho gay de 1979, esta bandeira passou a ser reconhecida mundialmente.
2. Triângulo negro
O triângulo negro invertido é um dos símbolos mais reconhecidos pelas lésbicas. Este símbolo surgiu durante a segunda Guerra Mundial, na Alemanha nazista, onde foi usado para identificar as prisioneiras lésbicas e prostitutas, além de mulheres “de comportamento anti-social com ideais feministas”, que não representavam a mulher ideal nazista. Muitas dessas mulheres foram mortas e levadas para campos de concentração sofrendo os horrores característicos desses locais.
Na Alemanha nazista, a mulher homossexual não era digna de viver entre as mulheres e os homens heterossexuais, pois não era considerada capaz de procriar, e de ter uma vida social como uma mulher heterossexual. Nos dias de hoje este símbolo é usado por lésbicas como um símbolo de luta pelos direitos e contra a discriminação.
3. Espelhos de Vênus
Dois símbolos femininos interligados são uma das imagens mais populares de lésbicas. Este símbolo começou a ser utilizado nos anos 70, e hoje é muito usado em tudo o que tenha a ver com lésbicas, até mesmo em arte e em joalheria.
4. Símbolo da bissexualidade
Na Austrália este símbolo é usado para representar as relações bissexuais. É uma espécie de combinação do ying com o yang e com o símbolo masculino. Desde 1983 que este símbolo foi adotado pelos bissexuais australianos e cada vez mais começa a ter uma dimensão internacional.
5. Bandeira do orgulho bi
Esta bandeira, embora seja menos conhecida que a bandeira do arco-íris é conhecida como a bandeira dos bissexuais. A ideia desta bandeira surgiu do Michael Page em 1998. O seu objetivo foi tornar a comunidade bissexual mais respeitada e mais orgulhosa da sua existência. O azul significa as relações heterossexuais, a cor rosa as relações homossexuais e a púrpura significa a mistura das cores anteriores, ou seja, as pessoas bissexuais.
6. O Labrys
Desde os anos 70 este símbolo é usado pelas lésbicas. Este machado era usualmente utilizado na região asiática, África e nas sociedades matriarcais européias. Também é conhecido por ter sido usado pelas Amazonas: uma tribo de mulheres guerreiras e poderosas. O labrys é considerado um símbolo de força e de auto-suficiência. A antiga deusa da antiguidade Demeter era retratada com este símbolo nas mãos, e crê-se que existiam rituais de sexo lésbico associados a esta deusa. Muitas associações lésbicas usam o labrys como símbolo de força e de batalha pelos seus direitos.
7. Triângulo rosa
O triângulo rosa (Alemão: rosa Winkel) foi um dos símbolos usados nos campos de concentração nazistas. Indicava quais homens haviam sido capturados por práticas homossexuais. Todos os capturados pelos nazistas recebiam algum emblema em suas roupas. Judeus recebiam um emblema amarelo e as mulheres tidas como lésbicas, o triângulo preto.
8. O Lambda
Este símbolo, de origem grega, significa a liberdade e a libertação. Pessoas LGBT associam o lambda à união. Este símbolo indica energia, tal como na física. O lambda foi declarado símbolo oficial LGBT em 1974. Este símbolo é usado tanto por gays, como por lésbicas.
9.Mais alguns símbolos 
CALAMUS

Planta atribuida por Walt Whitman como símbolo do amor homoerótico.

LADSLOVE

Planta utilizada pelos poetas do séc.XIX como símbolo do homossexualismo.

VERDE

Tanto na Roma Antoga qiamto na Inglaterra do séc.XIX, a cor verde normalmente era associada ao homossexualismo.

LEBRE, HIENA, DONINHA

Tres animais associados à homossexualidade masculina, supostamente devido à uma epístula do séc.I de Barnabus.

PHOENIX

Uma sugestão de Robin Tyler, já que a Phoenix, um pássaro mitológico, queimava e se levantava de suas cinzas mais glorioso a cada cinco séculos.

GRAVATA VERMELHA

Um acessórido de moda utilizado por alguns homens, no início do séc.XX, como um sinal para que outros soubessem que eles também eram gays.

ANEL ROSA

Mais um artigo de moda muito utilizado durante os anos 50, 60 e início dos 70. Alguns acreditavam em raízes primitivas e místicas já que o dedo mindinho representa a espiritualidade.

RINOCERONTE

Ativistas de Boston decidiram iniciar um campanha na imprensa para cimentar um símbolo para o movimento gay. O rinoceronte foi escolhido por ser um animal mal compreendido, super-dócil e inteligente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário